whey proteim, vantagens

  1. Whey Protein é uma proteína naturalmente completa, ou seja, ela contem todos os aminoácidos essenciais que o corpo precisa durante o dia.
  2. Whey Protein é uma fonte rica em BCAAs, contendo os maiores níveis do que qualquer outra fonte. Os BCAAs são importantes para atletas, pois são metabolizados diretamente no tecido muscular e são os primeiros a serem recrutados pelo corpo durante períodos de esforço muscular e resistência física.
  3. Whey Protein é uma excelente fonte de Leucina, um aminoácido essencial. A Leucina é importante para qualquer atleta, e tem um papel importante na síntese protéica e crescimento muscular. Pesquisas mostraram que indivíduos que fizeram uma dieta rica em Leucina ganharam mais massa magra do que outros com níveis inferiores.
  4. Whey Protein é solúvel, fácil de digerir e facilmente absorvida pelo corpo. É conhecida como proteína de rápida absorção justamente por estas propriedades.
  5. Whey Protein Isolada, é a forma mais pura de Whey disponível no mercado. No processo de purificação, são retirados toda a lactose, gorduras, colesterol e carboidratos do Whey, tornando-se perfeita para quem deseja perder peso.
  6. Whey Protein ajuda a estabilizar a quantidade de açúcar no sangue, diminuindo a velocidade que a glucose é liberada na corrente sanguínea. Isto faz com que os níveis de insulina fiquem estáveis, facilitando a queima de gordura.
  7. Whey Protein é uma boa escolha para pessoas que tem diabetes, pois a mesma não provoca um pico drástico de insulina.
  8. Whey Protein pode ser utilizado por pessoas de qualquer idade.
  9. Whey Protein ajuda na construção de massa óssea no corpo, pessoas com problemas como osteoporese ou idosos podem se beneficiar com seu uso.
  10. Whey Protein contendo Glutamina, podem ajudar a melhorar o sistema imunológico de atletas e evitar o catabolismo após o treino.

O Whey Protein é um Suplemento Alimentar completo e indispensável para se obter um crescimento muscular de qualidade.

comprar whey proteim

A Whey Protein pode ser encontrada facilmente em lojas de suplementos alimentares, farmácias, lojas de produtos naturais e lojas especializadas, ou seja, a Whey Protein invadiu as prateleiras dos comércios e a sua venda está crescendo cada vez mais.

Porém é necessário ficar de olho e prestar bastante atenção em sua formulação. Devido à grande procura por este suplemento alimentar, a Whey Protein se tornou famosa entre os atletas e praticantes de atividades físicas. E por isto, existem no mercado vários tipos de Whey Protein e de várias marcas, dentre elas as que contêm alto valor biológico em suas composições e aquelas que são meramente compostas por ingredientes que não dão resultados.

Desta maneira, quando for comprar Whey Protein, é sempre importante analisar a tabela nutricional. Quanto mais proteína pura extraída do soro do leite obter o suplemento, melhor será a sua qualidade. Por causa do alto custo pela fabricação da proteína pura, algumas marcas se limitam em colocar a quantidade mínina de proteína determinados pela ANVISA, completando a Whey com outros tipos de ingredientes mais baratos, como: carboidratos, proteína da soja, do trigo e até leite em pó.

É possível perceber se o suplemento possui boa qualidade ou não. Se fizer espuma ao ser diluído na água ou no leite, é porque possui alta concentração de carboidrato. Uma Whey de qualidade deve ter em sua fórmula, 5 gramas de carboidrato, 3 gramas de gordura e 70% de proteína.

idosos em musculação

  • Idosos e treinamento com pesos

    Avalie este artigo
    • Excelente
    • Bom
    • Média
    • Mau
    • Terrível
    Número de Visualizações: 363
    O treinamento com aparelhos para exercícios com pesos tem se mostrado a mais eficiente e segura forma de condicionamento físico para idosos. Numerosos trabalhos científicos documentam as qualidades desses exercícios em pessoas com mais de 65 anos de idade. Na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, o CECAFI mantém há quatro anos um curso de especialização para professores de educação física, fisioterapeutas e médicos, sobre os aspectos científicos e técnicos dos exercícios com pesos para idosos, e oferece bolsas de estudos para a Secretaria de Esportes e Turismo do Estado, tendo já formado vários professores do Conjunto Esportivo Baby Barioni.

    Entre os efeitos mais importantes dos exercícios com pesos para idosos estão:

    - o acentuado fortalecimento dos ossos;
    - o aumento da massa muscular, da força e da resistência;
    - a redução da gordura corporal.
    Como qualquer tipo de atividade, ajuda a evitar e tratar doenças como:

    as de coração, a pressão alta, a obesidade, o diabetes, a osteoporose e vários tipos de reumatismo.

    A perda de massa muscular dos idosos é um dos mais sérios problemas do envelhecimento. Entre os 25 e os 50 anos, perde-se em média 10% da massa muscular e, dos 50 aos 80 anos, 30%. Com isto diminui a taxa metabólica do organismo, o que favorece várias doenças e também diminui a proteção das articulações e a capacidade de trabalho. Mulheres idosas conseguem aumentar em 10% a massa muscular e em até 200% a força, em poucos meses de treinamento com pesos.

    A segurança é outro aspecto importante do treinamento com pesos. Os exercícios em aparelhos para musculação podem ser mais suaves do que caminhar. Não apenas as cargas podem ser adaptadas para as pessoas mais debilitadas, mas também as amplitudes dos movimentos, possibilitando os exercícios de pessoas com sérios problemas nas articulações. Não existem grandes esforços no treinamento bem orientado e a possibilidade de quedas e acidentes é mínima. Os exercícios são agradáveis e não aceleram a pulsação e nem a respiração. Com apenas duas curtas sessões de exercícios por semana já é possível conseguir excelentes resultados.

    Recentemente se demonstrou que o coração suporta melhor os exercícios com pesos do que os chamados aeróbios, como o trote e o pedalar suaves.

    Atualmente, os exercícios com pesos estão sendo propostos para a reabilitação cardíaca, com início de três a seis semanas após a alta hospitalar por infarto do miocárdio.

    Assim sendo, por diversas razões cada vez mais pessoas idosas estão se exercitando com pesos em todo o mundo, entusiasmadas com os rápidos efeitos e com o prazer da atividade.

    1. Categorias:
    2. musculação para Idosos

WHEY PROTEIN ISOLADO

A Whey Protein é sem dúvida a proteína de maior valor biológico existente, com inúmeros benefícios a saúde e fundamental para o desenvolvimento muscular.

Surgiu a pouco tempo no mercado a proteína do soro do leite isolada, denominada de Whey Protein Isolado. Trata-se de uma Whey mais pura, livre de carboidratos, lactose, gorduras, e de perfeita absorção. Mas pelo fato de ser submetida a um processo de filtragem muito complexa, o seu preço acabe por ser mais alto que a Whey Protein convencional.

Suas cadeias curtas e peptídeos, fazem com que acelere o processo de absorção, ficando disponível para os músculos quase que imediatamente após a ingestão. Isso é de estrema importância para praticantes de musculação, onde a necessidade de disponibilizar proteínas imediatamente para os músculos é fundamental.

ARTIGO ESCRITO POR:
Equipe AnimalBombado.com – Musculação e Fisiculturismo

WHEY PROTEIN ISOLADO

Maior rapidez na absorção de proteínas

A proteína do soro do leite contém todos os aminoácidos essenciais em grande quantidades. Por isso, muitos estudos na área de nutrição têm investigado inúmeros benefícios associados com diversas atividades do organismo, entre elas a atividade imunológica, atividade antimicrobiana e antiviral, atividade anticâncer, antiúlcera e na proteção do sistema cardiovascular.

Na área esportiva, a proteína do soro do leite (whey protein) – que pode ser encontrada em três formas: isolada, concentrada e hidrolisada -, também tem ocupado um papel de destaque já que diversos estudos apontam dietas que incluem o soro do leite como um promotor de melhoras nos benefícios do treinamento.

No caso de atletas, a escolha se dá por várias características do produto. A primeira e mais importante delas é que a proteína do whey é naturalmente completa, pois contém todos os aminoácidos essenciais, sendo que sua combinação ideal auxilia na otimização da performance atlética.

Outra vantagem do uso da whey é que o produto é uma rica fonte de BCAA‘s (aminoácidos de cadeia ramificada), que são metabolizados diretamente nos músculos e os primeiros a serem usados durante os exercícios. Assim, os BCAA’s conseguem reabastecer os níveis esgotados para reparar e construir o tecido magro dos músculos.

Além dos BCAA’s o whey é uma excelente fonte de leucina, aminoácido essencial na síntese de proteína do músculo. Algumas pesquisas apontam que atletas com altos níveis de leucina na dieta têm mais tecido magro e menos gordura. A proteína isolada do soro do leite possui aproximadamente 50% mais leucina do que a proteína isolada de soja. Por ser uma proteína solúvel, possui fácil digestibilidade e absorção eficiente e rápida pelo corpo. O whey também mantém os níveis de glutamina do organismo, o que contribui para um sistema imunológico saudável já que durante os treinos pode haver redução dos níveis deste aminoácido no sangue.

De acordo com a nutricionista Patrícia Bertolucci, a forma isolada do produto está sendo bem aceita no mercado, pela facilidade e rapidez na absorção, pois alguns estudos apontam que as proteínas do soro do leite são altamente digeríveis e rapidamente absorvidas pelo organismo, estimulando a síntese de proteínas. “Alguns estudos classificaram essas proteínas, como proteínas de metabolização rápida e, por isto, seriam muito adequadas para situações de estresses metabólicos em que a reposição de proteínas no organismo se torna emergencial. Algumas pesquisas apontam benefícios no uso das proteínas do soro de leite em patologias que levam a um catabolismo, como sepses e infecções virais. Estudos também avaliaram sua aplicação na síntese muscular após exercícios físicos”, disse a nutricionista.

Segundo Dra. Patrícia, há várias pesquisas sendo realizadas em ratos para ver a ação do suplemento e seus possíveis benefícios no sistema cardiovascular, em patologias como câncer, úlcera e na prática de atividades físicas. “O conhecimento ainda é muito limitado sobre estes efeitos no organismo humano. Há muito que pesquisar sobre os verdadeiros mecanismos de ação dessas proteínas e peptídeos e das quantidades que devem participar da dieta para produzir seus efeitos benéficos”, disse.

Ainda de acordo com a nutricionista, ela tem indicado o uso do whey protein pela sua praticidade. “Tenho indicado por questões de praticidade quando os pacientes estão fora de casa, ou precisam de refeição que seja disponível rapidamente para garantir a ingestão protéica. E como complemento alimentar das refeições diárias, ou em casos onde há alta demanda metabólica mediante as exigências do treino”.

Além de atletas, outra categoria que pode lançar mão do uso da proteína do soro do leite é a da terceira idade, desde que indicado por um profissional habilitado e nas quantidades determinadas pelo mesmo. Uma boa nutrição e quantidades adequadas da proteína do whey podem ajudar a manter os músculos fortes durante o envelhecimento, especialmente quando combinados com um programa de exercícios regulares.

Um estudo recente na Europa comparou a proteína à caseína, que é a proteína preliminar do whey no leite. Foi constatado que alguns homens idosos que consumiram a proteína do whey mostraram uma síntese maior da proteína, ou o crescimento, que ajudou à perda do músculo. Um outro benefício da proteína do whey para idosos é sua importante habilidade em ajudar a impedir a perda óssea.

efeitos colaterais whey propeim

Os Efeitos Colaterais Do Whey Protein

08:23 Corpo Definido 3 comments

 

A proteína do soro do leite não desnaturada (whey) constitui-se da porção aquosa do leite produzida durante o processo de fabricação do queijo , quando ocorre a coagulação. Em sua forma original e bruta ,o whey fresco integral produz no trato gastrointestinal o mesmo efeito do iogurte e desde os tempos passados, ele tem sido considerado um agente de limpeza orgânica e um dos remédios para diversas desordens intestinais. O Whey é um componente de todos os tipos de leite , sendo que o leite da vaca, o que apresenta um teor de 6,25% de proteínas e desse total , 80% caseína e 20% whey.

Uma das principais características do whey , é que ele é rico em partículas proteicas denominadas ” peptídeos de whey “os quais representam a fonte de proteína de maior qualidade conhecida atualmente , maior até que os ovos , peixe , perú , carne vermelha , frango e principalmente a soja. A whey protein é bem menos suscetível à oxidação e à degradação por radicais livres do que as proteínas convencionais de origem animal. Para se produzir 1 kg. de whey concentrada são necessários 229 litros de leite. Nas versões de melhor qualidade como no caso das whey proteins isoladas, são necessárias um volume quase dez vezes maior, chegando a 2200 litros de leite para que se possa extrair 1 kg de whey 100% isolada.

A whey protein é a mais rica fonte de glutationa, o mais podereso antioxidante natural presente no organismo. As frações peptídicas de whey apresentam a maior fonte conhecida de aminoácidos de cadeia ramificada BCAA.

Pois tambem ele pode ter seus defeitos,podem cauzar algunsefeitos colaterais como alergias,Deterioraçao dos rins,Colesterol e ploblemas no Figado.Abaixo esta as informaçoes mais detalhadas sobre esses efeitos colaterais do Whey Protein.

Reações Alérgicas

Atletas com intolerância à lactose podem sofrer reacções alérgicas. Isto porque a Whey é um derivado do leite. Neste tipo de situações é recomendado o uso de proteína isolada, se o problema persistir consulte um médico.

Deterioração dos Rins

Embora não exista estudos científicos que comprovem este efeito, há uma crença geral que consumir Whey em grandes quantidades e durante um grande período de tempo poderá afectar o correcto funcionamento dos rins. Isto implica uma baixa no metabolismo dos rins e um consequente aumento dos níveis de acidez do sangue.

Problemas no Fígado

Alguns peritos também acreditam que o consumo excessivo de Whey Protein poderá causar danos no fígado, a quando do aumento do nível de cetonas no sangue, causando stress no fígado. Convém realçar mais uma vez que não há nada comprovado cientificamente sobre este efeito.

Colesterol Elevado

Se a proteína usada conter altos níveis de colesterol, há o risco de desenvolver os problemas típicos associados. Nessa situação opte por uma Whey Protein isolada.

Obs: Nao tem Nada comprovado é so especulaçao e dito por pessoas que ja tiveram algun tipo de poblema com o Whey Protein.

Atenção: Este artigo não tem como objetivo espantar os usuários de suplementos para pré-treino, contudo é necessário alertar que o seu uso deve ser consciente e de que este tipo de produto requer mais cuidado que os outros.

Whey protein

Whey is a component of cow’s milk that is isolated in the standard cheese-making process. Whey contains proteins, peptides (or protein segments), lactose (a type of sugar found only in milk), fat, salts and water. Whey protein is a group of three main proteins that are distilled from whey into a powder containing little or no fat and lactose and used in a variety of protein supplements.
Whey is nature’s perfect protein

Whey protein is considered nature's perfect protein, and the highest-quality natural protein.Whey protein is widely considered the highest-quality natural protein. All proteins are made up of some combination of the 20 amino acids. Individual proteins contain different numbers and proportions of amino acids. Scientists have various methods of measuring protein quality. Biological Value (BV) is a measure of a particular protein’s effect on nitrogen balance (the more positive the better). The protein digestibility corrected amino acid score (PDCAAS) is a measure of how well a particular protein supplies the nine essential amino acids (the more completely the better).

Proteins from animal food sources (meat, fish, eggs, dairy) have higher ratings than plant proteins on both scales. First, animal proteins are structurally similar to human proteins than plant proteins are.1 For this reason, our bodies are able to make more efficient use of animal proteins.1 Second, unlike most animal proteins, most plant proteins contain very small amounts of, or are missing entirely, one or more of three essential amino acids: tryptophan, methionine, and lysine. This, too, makes plant proteins less effective in the body. Finally, animal foods tend to contain much larger amounts of protein than plant foods.

1. Wolfe RR. Et al. Protein supplements and exercise. Am. J. Clin. Nutr. 72:551s-557s, 2000.

The fastest “Whey” to absorbtion

Whey protein is a complete protein that contains all 20 amino acids and all nine essential amino acids (i.e. amino acids that must be obtained in the diet because the body cannot make them using other amino acids). Its protein digestibility corrected amino acid score is 1.14, as compared to 0.94 for beef protein, and its BV is 104, compared to 100 for eggs. In addition, whey protein empties from the stomach and is absorbed into the bloodstream from the intestine faster than other proteins.2 Moreover, whey protein contains especially high concentrations of amino acids that are metabolized at high rates during exercise—most notably glutamine and leucine.

Whey before, during and after workout: Whey protein contains all 20 amino acids, all nine essential amino acids, and has faster protein muscle synthesis absorption than egg, beef, peanut, and soy protein.Due in part to its fast absorption, whey protein consumption results in a higher peak amino acid concentration in the blood than other proteins.2 This is important because blood amino acid levels are a key regulator of muscle protein synthesis. The higher the blood amino acid is, the faster muscle protein synthesis occurs. Indeed, whey protein consumption has been shown to result in faster muscle protein synthesis as compared to other proteins.3 This makes whey protein more effective than other proteins for repairing exercise-related muscle damage and building bigger, stronger muscles.

Build More Muscle, More Quickly

b


Got leucine?

What you scarf post-workout matters for building and repairing muscle. And while scientists have long known that protein should be a key component of whatever you consume to get the job done, two new studies in the American Journal of Clinical Nutrition reveal one reason why whey protein stands above all others: It’s the leucine.

“Whey is a high-quality milk protein that’s a rich source of the essential amino acid leucine,” says Stefan Pasiakos, Ph.D., a physiologist with the U.S. Army Research Institute of Environmental Medicine. And consuming lots of leucine leads to greater muscle protein synthesis—the intricate process that helps promote the remodeling, repair, and muscle growth that occurs after exercise, the study explains.

More from MensHealth.com: The Truth About Protein

In Pasiakos’ study, military members rode stationary bikes for 60 minutes at a moderate intensity on two separate occasions. Both times they chugged a beverage with equal amounts of protein, but one drink contained 1.9 grams of leucine, while the other packed 3.5 grams. (For reference: 10 grams of regular whey protein contains about 1 gram of leucine.) Researchers found protein synthesis was 33 percent higher after the larger leucine dose. “Leucine can help trigger complex signaling networks within muscles that turn on muscle protein synthesis,” Pasiakos says.

Meanwhile, the second American Journal of Clinical Nutrition study found that consuming 25 grams of whey protein that contained 3.5 grams of leucine after a resistance training workout led to higher blood concentrations of amino acids, including leucine, than when participants downed smaller repeat doses of whey meant to mimic another type of protein called casein. The reason? Whey is digested quickly, and makes essential amino acids available sooner—leading to a greater muscle protein synthesis response, Pasiakos says.

If you’re interested in a powder supplement, we recommend this option from Nitrean ($54.95, AtLargeNutrition.com).